Resenha - A Garota No Trem por Paula Hawkins

By | domingo, agosto 30, 2015 Deixe o seu comentário



Título Original: The Girl on The Train

Editora: Record

Número de Páginas: 378

Ano de Lançamento: 2015

Onde comprar: Cultura | Saraiva | Amazon




     Olá pessoal, como vocês estão? Hoje eu vim aqui comentar sobre o badaladíssimo A Garota no Trem, um thriller que está sendo comparado com as obras de Gillian Flynn.

     O livro conta a história de Rachel, uma mulher que todos os dias pega o trem das oito e quatro para ir trabalhar. Quase sempre ocorre algo que faz a sua condução parar em frente à uma residência e, a partir disso, começa a observar a vida do casal que vive nela. Com isso, a passageira começa à criar toda a história de vida dos residentes, sendo que tudo muda quando Rachel vê uma cena que mudará tudo o que havia imaginado sobre os moradores da casa que observa...

     Meu primeiro "contato" com A Garota no Trem foi no Mochilão da Record, meses atrás. Quando falaram sobre o livro, eu fiquei bastante curioso tanto pela premissa quanto pelo comentário de que seguia o estilo de Garota Exemplar, uma história que eu adoro. Enfim, quando saiu, há umas semanas, parece que todo mundo decidiu se aventurar no trem com Rachel, o que me deixou com mais vontade ainda de conhecer e saber se era isso tudo o que o povo anda falando.

     Bem, não é atoa que existe todo esse auê sobre o livro. É realmente bom! Tem uma narrativa que prende, que te faz ficar ansioso para saber o que aconteceu e que mexe com sua cabeça. É notável o talento de Hawkins para criar uma trama envolvente e cheia de mistérios é inegável. A construção psicológica dos personagens também é uma coisa de extrema relevância na escrita de Paula.  Então todo esse burburinho sobre Garota no Trem é mais do que merecido!

     Apesar de todos os atributos, a história de Rachel apresenta alguns deslizes, que mesmo não sendo bruscos, acabaram deixando o livro distante da excelência. Parece até ironia, mas os problemas de Garota no Trem são os mesmo de Lugares Escuros: o desfecho não ser tão chocante e a falta de resolução de um núcleo.
O final por eu já ter uma ideia do que iria acontecer e por não ser aquela coisa "nunca pensaria nisso".
Já o outro motivo eu não posso falar pois seria spoiler.

      Em suma, A Garota no Trem é um livro que eu recomendo fortemente. Com uma narrativa envolvente, personagens enigmáticos e uma aura semelhante à dos livros da Gillian Flynn, a história da garota no trem ainda vai render muito!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: