Resenha - Champion por Marie Lu

By | domingo, novembro 23, 2014 Deixe o seu comentário



     "Repleto de momentos de ação é impossível você não ficar viciado e absorto na obra."


Título original: Champion
Editora: Rocco
Número de Páginas: 304
Ano de Lançamento: 2014


    


     Champion é o terceiro e último volume da trilogia Legend.

     Depois do caos, a paz parece se instalar na República, June agora possui um alto cargo no governo e Day agora é considerado um herói. Mas todos sabem que a calma não reina por muito tempo. Mas uma praga começa a se espalhar pelas Colônias e a guerra pode começar a qualquer momento. 

     Confesso que Prodigy não cumpriu minhas expectativas, mas mesmo assim eu estava ansioso para o desfecho da série. Apesar de ter achado o segundo volume bem chatinho e cansativo, este veio me arrebatar e recuperar o tempo perdido no tomo anterior. 

     O livro já começa com a situação bastante tensa; a guerra entre a República e as Colônias prestes à explodir. Devido à isso, Day é obrigado a ficar perto de June. Se você achou que as coisas ficaram criticas em Prodigy, Champion vem para trazer o caos.

     Antes de começar a falar minha opinião, queria fazer um desabafo. Tinha muito medo que este livro me decepcionasse. Depois de ter grandes traumas com finais de distopias, eu temia que Marie Lu acabasse se perdendo e errando na mão, porém, ela me surpreendeu mais do que eu esperava.

     Se existem palavras para definir esse livro, elas seriam: Fantástico, Incrível, Impressionante e Destruidor. De longe, esse é um dos melhores fechamentos de trilogia que eu já vi. A forma como trama foi construída é algo totalmente espetacular. Não só podemos ver uma guerra de perto, mas também podemos ver o quanto ela afeta uma pessoa. 

     Apesar dos dois primeiros livros serem previsíveis, este surpreende o leitor. Cada capítulo traz uma emoção diferente. O livro praticamente corta o coração da pessoa que acompanha a jornada de Day e June. Repleto de momentos de ação é impossível você não ficar viciado e absorto na obra. A leitura ocorre de uma maneira ágil, mas isso por lado é ruim, porque o livro é tão bom que dá até dó de finaliza-lo. 

     Depois de ficar um pouco aborrecido com o casal principal no segundo volume, neste os dois conseguiram ter minha confiança de volta. Se você shippa Day e June prepare o coração, pois Marie Lu vai destroçá-lo. 

     Uma coisa que me impressionou bastante no livro foi à forma como a guerra foi tratada. Tudo parecia tão real que eu me sentia um cidadão da República. Porque não foi mostrado apenas o combate, nós podemos ver o lado político da coisa. Com a introdução de relações internacionais na guerra, eu fiquei ainda mais maravilhado com a situação.

     Repleta de cenas de tirar o fôlego, a trilogia Legend termina magistralmente. Além de superar todas as minhas expectativas, também me deixou completamente destruído por dentro. O final deixa o leitor totalmente sem reação, e a sensação que vem após o término da leitura é a de que você precisa de outra história tão boa quanto à de Day e June.

     Mas antes de mais nada: Vida longa a República!
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

0 comentários: