Resenha - A Menina Submersa por Caitlín R. Kiernan

By | quinta-feira, outubro 30, 2014 1 comment



     É estranho como essa história conseguiu me atormentar como nenhuma outra, talvez pelo modo como foi escrita, que é diferente de qualquer uma que eu já tenha lido, ou pelo mistério que nela contém. 

    Imp, sendo esse um apelido, aos 10 anos foi levada a um museu por sua mãe e diante de muitos quadros a garota ficou hipnotizada e adquiriu uma grande paixão por um em específico, tendo como nome A Menina Submersa. Mas essa não é a história de uma garotinha de 10 anos, sua narrativa se passa anos depois, mostrando o efeito que esse quadro causou na jovem.

     India Morgan Phelps não chega a ser parecida com nenhuma personagem que eu já tenha tido a chance de conhecer, diagnosticada com esquizofrenia e tendo como peso o suicídio de sua avó e sua mãe, Imp é uma garota triste e confusa que tenta narrar com veracidade seu encontro com Eva Canning, que pode ser tanto uma sereia quanto um lobo, mas se nem a protagonista consegue ter certeza em relação a isso, quem dirá nós que estamos apenas revivendo o seu passado.

     Não encontro palavras o suficiente para descrever o quanto esse livro me afetou, e acredite se quiser mas até meus sonhos se conturbaram com uma narrativa tão evolvente e dissimulada, sendo muitas vezes confusa a ponto de me fazer sentir a loucura que se passa dentro de Imp, e não chego a invejá-la. 

     Gostaria muito de falar que os personagens são incríveis e bem estruturados, mas não, eles são tão confusos quanto o livro em geral, pois tudo está sendo descrito do ponto de visto de Imp, estando ela delirando ou muitas vezes não sabendo o que é verdadeiro ou falso, sendo assim difícil de acreditar em suas palavras.

     Caso procure uma leitura leve, essa não vai lhe agradar. Sendo um livro em primeira pessoa, não tem como não se envolver com os fantasmas que nele habitam, sendo eles constituídos de memórias que a jovem insiste em datilografar.

     Caitlín R. Kiernan, uma escritora da qual nunca tinha ouvido falar e devo confessar que só comprei seu livro pela belíssima capa, me surpreendeu com sua escrita, não me arrependo de maneira alguma de tem embarcado nessa enorme desventura, tendo o objetivo de assim que possível reler esse livro que já considero um dos meus favoritos.
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Um comentário:

  1. Ainda não li A Menina Submersa, mas o livro já estava na minha lista de "vou ler" e agora eu te odeio (acho que essa resenha é do Arthur...) porque quero ler logo. Tudo culpa da tua resenha.

    Abração, Miguel.
    Parágrafos & Capítulos || @PrCapitulos

    ResponderExcluir